top news

Estética

Prevenção ao envelhecimento: os novos ativos cosméticos

Quinta, 15 Outubro 2015 18:49

Um dos temas mais interessantes apresentados no II Congresso de Mestres em Dermocosmiatria que aconteceu em Buenos Aires, Argentina, foi o tratamento cosmético preventivo dos sinais de envelhecimento. 

 

Os novos cosméticos são desenvolvidos para inibir a peroxidação lipídica, que pode ser entendida como o aumento dos níveis de proteína oxidada com produção de radicais livres. 

Inúmeros fatores causam o envelhecimento do organismo – e da pele: irradiações solares, oxidações metabólicas, conservantes químicos presentes nos alimentos, radiações ionizantes (raio x, ultrasom, ressonância magnética, por exemplo), tabagismo e alcoolismo, contaminação por vias aéreas (poluição, combustão de gazes químicos), processos inflamatórios metabólicos, stress e alterações hormonais entre elas. 

Como consequência, uma série de alterações na pele fica visível a olho nu:

- espessamento do extrato córneo, por diminuição da renovação celular;

- menor trabalho das glândulas sebáceas (a pele fica seca e com menos brilho); 

- rugas mais profundas;

- lesões hiper ou hipopigmentadas;

- flacidez causada pela redução da produção do colágeno e da elastina;

- teleangectasias (manchas avermelhadas formadas pela concentração de microvasos).

Os principais ativos para combate ao envelhecimento são:

- Acetil Hexapeptídeo-8v (Argireline, uma espécie de “Botox” tópico): atua interceptando os sinais das contrações musculares e diminuindo a tensão facial. Seu uso contínuo leva à redução de linhas de expressão e de rugas.

- Skin AKE –Tripepetídeo sintético a 4%: antagonista dos neurotransmissores, também diminui a contração muscular.

- Gatuline Express (a 2% ou 4%): outro meio relaxante que afina as linhas de expressão. Mais utilizado por esteticistas para tratamentos profissionais em cabine. 

- Aminoácidos: minimizam os efeitos do envelhecimento intrínseco e extrínseco, inibindo a formação de proteínas de carbonilo que se formam como resultado do stress oxidativo. Têm efeito fotoprotetor significativo sobre os queratinócitos epidérmicos e nos fibroblastos dérmicos, protegendo as células da pele dos danos solares.

- Glucoproteínas de adesão: atuam na lamina basal e aderem aos componentes extracelulares (fibras colágenas, elastinas, fibrilinas e entactinas) reduzindo o envelhecimento intrínseco.

- Foxo: família de proteínas que ajuda a ativar os genes encarregados de alargar a longevidade e o melhor funcionamento das células cutâneas. Especialmente uma delas, FOXO 3Alfa, regula a resposta ao dano genético, estimulando sua reparação natural e retardando os sinais de envelhecimento da pele.

- Vitamina C: poderoso antioxidante que nunca sai de moda. Pode ser encontrada nos cosméticos isolada ou combinada com outros ativos, potencializam qualquer tratamento de pele.

Raquel Capelato 

Related items

Todos os direitos reservados * Copyright 2015 * Revista Estetica * Edizioni Esav s.r.l. * email: contato@amabeleza.com.br * Privacy Policy login | Powered by coolshop

popup - Wisepops - script

Cookies - BR