top news

Notícias

História do Cabelo: os incrivéis barbeiros romanos

Quinta, 30 Abril 2015 20:50

Os primeiros barbeiros da Sicília foram introduzidos na Roma Antiga por Ticinio Menas, considerado o primeiro profissional da área, por volta do ano 350 a.C.

 

Devido a textos literários latinos sabemos que os primeiras barbeiros, chamados tonsors, na época da República, faziam parte de Associação juntamente com outros tipos de artesãos. As associações tinham regulamentos internos e benefícios fiscais, mas não se sabe a forma de aprendizagem entre o tonsors. Sabemos que os formandos recebiam o nome de circitores.  

Os tonsors faziam parte da vida diária dos romanos, que dedicavam especial atenção aos cuidados com o corpo, como beleza e com os cabelos. Como no Egito Antigo, barbeiros ficavam nas ruas e tabernas à procura de clientes. Há evidências da existência do tonstrinae, lojas onde trabalhavam de forma mais fixa. Eles cortavam o cabelo, raspavam e cortavam a barba, faziam manicure, pedicure, depilação... todos os serviços dos tonsors podiam levar longas horas. 

Barbeiros podiam ganhar reconhecimento público, riqueza e popularidade. Tal Tálamo, por exemplo, barbeiro de Nero. Pantagathus, entrou para a história por sua habilidade. Há também casos de clientes irritados por terem sido mal barbeado e, conseqüentemente, feridos. Mas que amaciadores de barbear ou espumas de barbear não tinham sido inventados! Poetas latinos descreveram o barbear como delicado, um processo por vezes doloroso, traumático e lento. 

Os tonsors utilizavam ferramentas muito desenvolvidas, como lâminas ou facas, normalmente feitas em bronze. As lâminas levaram a um aparelho do tipo tesoura chamado Forfex, formado por duas lâminas ligadas por uma parte curva em forma de ferradura, que viria a evoluir para a tesoura. Também eram usados espelhos de bronze polido, onduladores de ferro, pinças, pomadas e perfumes.  

Quando um jovem romano ia raspar sua barba pela primeira vez era uma festa. Era uma cerimônia ou rito de passagem feito normalmente com a idade de 21 anos. Pequenas seções de pêlo da barba eram colocadas em um recipiente especial e oferecidos aos deuses, normalmente ao deus Júpiter.  

Por Raffel Pages  

Mais em: www.museumraffelpages.com

 

Related items

Todos os direitos reservados * Copyright 2015 * Revista Estetica * Edizioni Esav s.r.l. * email: contato@amabeleza.com.br * Privacy Policy login | Powered by coolshop

popup - Wisepops - script

Cookies - BR